(((LIVRO EM PRÉ-VENDA. ENVIOS A PARTIR DE 4/6. ADQUIRA ANTES DO LANÇAMENTO E GANHE AUTÓGRAFO E LAMBE COM IMAGEM DO LIVRO.)))

 

“Há muitas maneiras de falar sobre Uma boneca para Menitinha, mas se eu fosse escolher uma só palavra seria: maravilhamento.” 

Gabriela Romeu

 

Esta novela infantojuvenil é sobre três gerações nascidas num lugar ensimesmado de histórias. Convivem, neste causo de maravilhamento que parece ter sido contado à beira de uma fogueira, a menina, “Menitinha”, e sua avó. A trama se passa entre tradições de outros tempos, cantos de lavadeiras no rio, cheiro de goiabada e até, na madrugada, uma hora encantada.

De pacato, este livro tem só a primeira impressão. A cada capítulo, somos surpreendidos e, quanto mais fantástica a história fica, maior a estranha familiaridade que sentimos com seus personagens e suas escolhas. Como se – ou justamente por este motivo - tivessem saído de um farto caldo das culturas populares brasileiras do qual somos todos feitos.

Uma boneca para Menitinha, que foi ilustrado pela artista plástica Larissa de Souza, é uma novela sobre afeto, sobre nossas origens e sobre tudo aquilo que não se explica, mas se entende muito bem.

 

Ficha técnica

Brochura

112 páginas

17 cm x 21 cm

ISBN: 978-65-86666-20-5

 

Os autores

PENÉLOPE MARTINS é narradora de histórias e escritora e vive em Santo André (SP). Nascida na Cidade de Mogi das Cruzes, interior de São Paulo, em 1973, cresceu cercada de afetos de avós, tias e tios, numa mistura de culturas de pai estrangeiro e mãe brasileira, que rendeu muitas histórias engraçadas. Entre seus livros publicados, estão: Ainda assim te quero bem, selecionado pelo PNLD Literário (2021); e Minha vida não é cor-de-rosa, ganhador do Prêmio Biblioteca Nacional como melhor romance juvenil (2019).

TIAGO DE MELO ANDRADE é escritor e vive em Uberaba (MG). Nascido na Cidade de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, foi um menino dos livros desde sempre. Por conta das histórias, imaginou que seria um cientista maluco ou arquiteto, mas acabou estudando História e se formando em Direito, profissão que nunca exerceu. Em 2000, publicou seu primeiro livro, com recursos próprios e de forma independente, A Caixa Preta, recebendo o Prêmio Jabuti, no ano seguinte, como “autor revelação”. Entre os seus livros lançados, estão: Como subir em árvores, selecionado pelo PNLD Literário (2021); A história do vai e volta, O Mágico do Barro Preto, ambos finalistas do Prêmio Jabuti; e Abominável Risonho, finalista do Prêmio Sesc – São Paulo.

LARISSA DE SOUZA nasceu em 1995, na zona leste de São Paulo. É artista autodidata. Seus primeiros contatos com a arte aconteceram ainda na infância, na ocupação em que vivia com a mãe e nos murais de grafite. Hoje sua obra, que trabalha com a memória de sua ancestralidade e os afetos de sua identidade, está presente em importantes eventos de arte. Este é seu primeiro livro.

Uma boneca para Menitinha

R$54,00
Uma boneca para Menitinha R$54,00

(((LIVRO EM PRÉ-VENDA. ENVIOS A PARTIR DE 4/6. ADQUIRA ANTES DO LANÇAMENTO E GANHE AUTÓGRAFO E LAMBE COM IMAGEM DO LIVRO.)))

 

“Há muitas maneiras de falar sobre Uma boneca para Menitinha, mas se eu fosse escolher uma só palavra seria: maravilhamento.” 

Gabriela Romeu

 

Esta novela infantojuvenil é sobre três gerações nascidas num lugar ensimesmado de histórias. Convivem, neste causo de maravilhamento que parece ter sido contado à beira de uma fogueira, a menina, “Menitinha”, e sua avó. A trama se passa entre tradições de outros tempos, cantos de lavadeiras no rio, cheiro de goiabada e até, na madrugada, uma hora encantada.

De pacato, este livro tem só a primeira impressão. A cada capítulo, somos surpreendidos e, quanto mais fantástica a história fica, maior a estranha familiaridade que sentimos com seus personagens e suas escolhas. Como se – ou justamente por este motivo - tivessem saído de um farto caldo das culturas populares brasileiras do qual somos todos feitos.

Uma boneca para Menitinha, que foi ilustrado pela artista plástica Larissa de Souza, é uma novela sobre afeto, sobre nossas origens e sobre tudo aquilo que não se explica, mas se entende muito bem.

 

Ficha técnica

Brochura

112 páginas

17 cm x 21 cm

ISBN: 978-65-86666-20-5

 

Os autores

PENÉLOPE MARTINS é narradora de histórias e escritora e vive em Santo André (SP). Nascida na Cidade de Mogi das Cruzes, interior de São Paulo, em 1973, cresceu cercada de afetos de avós, tias e tios, numa mistura de culturas de pai estrangeiro e mãe brasileira, que rendeu muitas histórias engraçadas. Entre seus livros publicados, estão: Ainda assim te quero bem, selecionado pelo PNLD Literário (2021); e Minha vida não é cor-de-rosa, ganhador do Prêmio Biblioteca Nacional como melhor romance juvenil (2019).

TIAGO DE MELO ANDRADE é escritor e vive em Uberaba (MG). Nascido na Cidade de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, foi um menino dos livros desde sempre. Por conta das histórias, imaginou que seria um cientista maluco ou arquiteto, mas acabou estudando História e se formando em Direito, profissão que nunca exerceu. Em 2000, publicou seu primeiro livro, com recursos próprios e de forma independente, A Caixa Preta, recebendo o Prêmio Jabuti, no ano seguinte, como “autor revelação”. Entre os seus livros lançados, estão: Como subir em árvores, selecionado pelo PNLD Literário (2021); A história do vai e volta, O Mágico do Barro Preto, ambos finalistas do Prêmio Jabuti; e Abominável Risonho, finalista do Prêmio Sesc – São Paulo.

LARISSA DE SOUZA nasceu em 1995, na zona leste de São Paulo. É artista autodidata. Seus primeiros contatos com a arte aconteceram ainda na infância, na ocupação em que vivia com a mãe e nos murais de grafite. Hoje sua obra, que trabalha com a memória de sua ancestralidade e os afetos de sua identidade, está presente em importantes eventos de arte. Este é seu primeiro livro.