PRÉ-VENDA!

Os primeiros 400 compradores ganharão um desenho original feito e assinado pelo autor.

Entregas a partir de 14 de novembro.

 

Um livro sobre o universo e os labirintos da memória.

Uma narrativa lírica e ilustrada de contornos comoventes.

A história que se passa enquanto uma mulher que observa fotografias na parede e rememora alguns episódios da própria vida - ou durante essa vida inteira.

Há algumas maneiras de falar sobre Coisas para deslembrar, mas, ainda assim, ele continua sendo um livro difícil de definir. Tendo mais comumente se voltado ao público infantil e juvenil em sua trajetória literária, Rampazo agora surpreende com esse novo desafio: o de criar livros ilustrados "sem idade", como é a proposta do nosso selo o.Tal. Ou como explica o pesquisador e autor de livros ilustrados Odilon Moraes, "obras que pretender proporcionar o encontro de gerações em torno de suas narrativas". 

Sim, porque Coisas para deslembrar é uma dupla estreia. Trata-se também do primeiro livro da Coleção PB, que é editada por Odilon Moraes e que conterá livros ilustrados (“Picture Books”) em Preto e Branco e que privilegiem “Poucas palavras e Boas Histórias”. 

 

Ficha técnica

Capa dura

40 páginas

17,5 cm x 25,5 cm

ISBN: 978-65-8666-613-7

 

O autor

ALEXANDRE RAMPAZO

Nasceu e vive em São Paulo. Formado em design, é autor de livros ilustrados e artista gráfico. Recebeu importantes prêmios literários como o Prêmio Jabuti, Prêmio Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, Prêmio Biblioteca Nacional (2º e 3º lugares), Premio Fundación Cuatrogatos, entre outros. Seus livros foram publicados no Brasil, América Latina e Europa

O editor

ODILON MORAES

É autor, ilustrador e um dos maiores pesquisadores do livro ilustrado no Brasil. Já publicou mais de uma centena de livros e, em 2021, comemorou 30 anos de carreira. Publicar livros em preto e branco, que desafiem ideias pré-concebidas sobre o livro ilustrado e sobre a produção de livros para a infância, é seu mais recente desafio.

Coisas para deslembrar

R$54,00
Coisas para deslembrar R$54,00

PRÉ-VENDA!

Os primeiros 400 compradores ganharão um desenho original feito e assinado pelo autor.

Entregas a partir de 14 de novembro.

 

Um livro sobre o universo e os labirintos da memória.

Uma narrativa lírica e ilustrada de contornos comoventes.

A história que se passa enquanto uma mulher que observa fotografias na parede e rememora alguns episódios da própria vida - ou durante essa vida inteira.

Há algumas maneiras de falar sobre Coisas para deslembrar, mas, ainda assim, ele continua sendo um livro difícil de definir. Tendo mais comumente se voltado ao público infantil e juvenil em sua trajetória literária, Rampazo agora surpreende com esse novo desafio: o de criar livros ilustrados "sem idade", como é a proposta do nosso selo o.Tal. Ou como explica o pesquisador e autor de livros ilustrados Odilon Moraes, "obras que pretender proporcionar o encontro de gerações em torno de suas narrativas". 

Sim, porque Coisas para deslembrar é uma dupla estreia. Trata-se também do primeiro livro da Coleção PB, que é editada por Odilon Moraes e que conterá livros ilustrados (“Picture Books”) em Preto e Branco e que privilegiem “Poucas palavras e Boas Histórias”. 

 

Ficha técnica

Capa dura

40 páginas

17,5 cm x 25,5 cm

ISBN: 978-65-8666-613-7

 

O autor

ALEXANDRE RAMPAZO

Nasceu e vive em São Paulo. Formado em design, é autor de livros ilustrados e artista gráfico. Recebeu importantes prêmios literários como o Prêmio Jabuti, Prêmio Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, Prêmio Biblioteca Nacional (2º e 3º lugares), Premio Fundación Cuatrogatos, entre outros. Seus livros foram publicados no Brasil, América Latina e Europa

O editor

ODILON MORAES

É autor, ilustrador e um dos maiores pesquisadores do livro ilustrado no Brasil. Já publicou mais de uma centena de livros e, em 2021, comemorou 30 anos de carreira. Publicar livros em preto e branco, que desafiem ideias pré-concebidas sobre o livro ilustrado e sobre a produção de livros para a infância, é seu mais recente desafio.