O site britânico Literacy Apps e o investimento no letramento digital

Screen Shot 2017-11-22 at 4.49.22 PM

Screen Shot 2017-11-22 at 4.49.22 PMRecentemente os nossos livros interativos (todos eles!) foram incluídos no guia Literacy Apps, da organização britânica National Literacy Trust, que promove a alfabetização no Reino Unido.

“Nossa!”, alguém pode pensar, “Mas por que uma organização que promove a alfabetização se proporia a avaliar e indicar apps?”. Eles explicam muito bem explicado: “Os apps, e a tecnologia como um todo, são mais uma ferramenta para o aprendizado”. Não somos só nós que estamos dizendo.
Fazia tempo que a gente vinha escrevendo para eles pedindo que avaliassem nossos livros e finalmente aconteceu. Era importante para nós que nossos livros fossem incluídos no guia porque acreditamos que nos daria credibilidade no Reino Unido e em outros países de língua inglesa que utilizam o site como referência para a escolha de apps para crianças. Claro. Mas não só por isso.

É que a gente queria muito mesmo participar dessa iniciativa que a gente acredita tanto: oferecer informação para pais e professores sobre como a tecnologia pode ser uma poderosa ferramenta de aprendizado é uma maneira não só de promover conteúdo de qualidade, mas principalmente de dar recursos para que saibam evitar conteúdos pobres ou prejudiciais. Que pena que não haja no Brasil uma iniciativa similar e que, pelo contrário, seja tão escasso o espaço para os apps na imprensa especializada em conteúdo infantil.

“As crianças podem tirar muito proveito do brincar com apps, se esses forem bem escolhidos e se os adultos participarem da brincadeira.”

Veja algumas dicas do site Literacy Apps sobre como usar a tecnologia com crianças

Dica #1
Quando for escolher apps para os seus filhos, considere o que Lisa Guernsey e Michael Levine chamaram de os 4 “C”s:

+ A Criança: tem de ser algo que ela vá curtir e que especificamente desperte interesse nela.
+ O Conteúdo: é importante que ele condiga com suas habilidades e estimule algum aprendizado.
+ A Comunidade: o aplicativo deve refletir o que a criança vê ao seu redor.
+ O Contexto: certifique-se de que a criança também está tendo tempo de qualidade offline.

Dica #2
Assista trailers sobre o aplicativo para conhecer o seu conteúdo. É uma boa maneira de conhecer o que seu filho verá antes de comprar o app.

Dica #3
Você deve sempre evitar:
+ Violência
+ Estereótipos de gênero ou raciais
+ Propaganda

Dica #4
Exploração é a melhor maneira de aprender, então não invista em aplicativos que tenham usos muito restritivos.

Quer ler as resenhas dos nossos livros?

Pequenos Grandes Contos de Verdade (Tiny Great True Stories)

Screen Shot 2017-11-22 at 5.56.57 PM

Quanto Bumbum! (So Many Butts!)
Screen Shot 2017-11-22 at 4.50.23 PM
Marina Está do Contra (This is Betsy)
Screen Shot 2017-11-22 at 4.51.43 PM

 

Marina está do Contra e os “terrible two”
Últimos posts

Quer receber nossas novidades?

* preenchimento obrigatório
Curta nossa página no Facebook!
Facebook
INSTAGRAM